sexta-feira, 14 de outubro de 2011

MARIA LÚCIA DAL FARRA

“eu, mulher plena, prenhe de plurais”...
“mulher de extremos”...

Maria Lúcia Dal Farra

Trechos de poemas do Livro de Auras, Iluminuras, 1994.
Fotografia disponível em álbuns da Web.
______________________________

MARIA LÚCIA DAL FARRA é uma das vozes mais límpidas, sublimes da atual poesia brasileira. Paulista de Botucatu, nascida em 14 de outubro de 1944, estudou em sua terra natal, em São Paulo, Lisboa, Paris. Lecionou e deu conferências em diversas outras partes do mundo. Integrou a equipe de Antonio Candido, responsável pela fundação do Departamento de Teoria Literária, em 1975. Daí ausentou-se apenas quando passou a morar no Nordeste do Brasil. É casada com o escritor Francisco Dantas. No recanto do Sergipe onde atualmente vive, tem infinitos gatos e um piano incrível. Maria Lúcia Dal Farra publicou muitas obras sobre narrativa e poesia, aqui e no exterior. É exímia crítica literária. Publicou alguns dos melhores trabalhos e edições críticas que há no mundo sobre a poetisa portuguesa Florbela Espanca. É musicista, “mulher plena, prenhe de plurais”, “mulher de extremos”... e muito mais.

4 comentários:

  1. Jaécia Bezerra de Brito18 de outubro de 2011 23:46

    Oi, querido, como estou ausente, presente no PROINFO, especialização, curso de sequência didática - resenha. Mas menino, que felicidade ver maria Lúcia, novamente, em seu blog. bjs e abs

    ResponderExcluir
  2. Grande e inesquecível amiga! Maravilhoso reencontrá-la aqui! Abraços a ambos!

    ResponderExcluir
  3. Um verdadeiro achado, um resgate a minha infância e adolescência...um ícone na minha vida! Ela nem deve se lembrar quem sou eu, mas eu nunca a esqueci..

    ResponderExcluir
  4. CONCORDO COM VC, ESSA MULHER É DEMAIS!
    ABRAÇOS
    RENATA

    ResponderExcluir