segunda-feira, 3 de outubro de 2011

CAUSO ACONTECIDO

Eu conto e os irmãos pensam que é mais uma daquelas estórias do frei Sebastião, com seu bom humor, sua barba enorme e andar envergado de santo que carrega o peso do mundo nas costas. É caso acontecido, deveras! Nós, lá no eremitério... E acharam de achar – o pessoal da universidade – uma lagarta rara, pré-histórica, que só tem lá, e que nem havia sido ainda catalogada nos catálogos da sua ciência própria. Pois cismamos de subir à mata de noitinha, que é a hora em que a criatura aparece, pra vermos a coisa. Subimos armados de paus e facões – porque mata é mata e não tem lei pra bicho – além de lanternas e muita coragem. Ô aventura besta! Vasculhamos tudo, folha por folha, e não achamos nada! Fomos que fomos e ficou por isso, que já era tarde e precisávamos descer. Desiludidos – confesso – descemos, rindo uns das caras dos outros, que gente atoleimada que se presta a um papel desses bem merece pagar caro pelo mico. A mata, aliás, é cheia de macacos! Durou o tempo de chegar e cada um entrar pras suas celas (que é o nome que se dá aos nossos quartos), quando um dos irmãos saiu-se rindo e chamando os outros. A lagarta, a raríssima, pequenina e horrenda, mais do que agarrada estava à barra da calça do frade, discreta como só bicho do mato sabe ser quando não quer ser notado! Êta, coisinha tão feia! Tão feia que até se abonitava andando em forma de ômega e se esticando toda, todinha!... Depois disso eu também ri. E se alguém me contasse eu não acreditaria. A minha paga foi voltar à mata, no outro dia, pra devolvê-la incólume ao seu habitat. É por essas e outras que eu às vezes penso que a vida é mais inverossímil do que a arte.

Antonio Fabiano
Belo Horizonte, 3 de outubro de 2011.
Blog: www.antoniofabiano.blogspot.com
E-mail: seridoano@gmail.com
-------------------------------------------------
Ao fr. Márcio, que nem estava lá.

Um comentário:

  1. Hilário esse causo ou fato acontecido? Fiquei imaginando esses frei"s" nessa odisséia! Pras bandas de cá no meu sertão, minino corre e atira de baladeira em lagartixa, da família de lagarto (não é de lagarta rara), ou mió, num será tudo bicho do mato? Deus os abençoe!

    O endereço do blog: www.partilhandonossafe.blogspot.com

    ResponderExcluir