terça-feira, 5 de novembro de 2013

O ANJO MENSAGEIRO DE IRENE VILAR

O Anjo Mensageiro ou Gabriel: Escultura de Irene Vilar
Fotografia de Antonio Fabiano - Portugal - 2013 


O ANJO*

Ou caiu do céu
Ou Deus mesmo o esculpiu
Pelas mãos de Irene!
É Gabriel? É o Anjo Mensageiro?
Não será a boa notícia do amor?

Está no Porto e é belo!
É a pureza sem nome
Encarnada do etéreo!
Delicadeza que triunfa
Sobre a matéria dura
A que nem bronze pode ser
Nem fria
De assim tão mole
De assim tão viva chama:
Lume levado ao cume!

É santa toda obra do amor.

Jacó sou eu e estou ferido!**
Venci ou fui vencido?
Nele deixei meu coração
E trouxe esta saudade imensa
Mais que o mar de Portugal.
Estenderia meus braços
De um continente ao outro
Para abraçá-lo outra vez.
O meu amor maior que os oceanos
Eu depositaria aos pés
Da glória alada
Que não sei bem se é Anjo
Sonho
Delírio meu
Ou Deus
Em asas disfarçado!...

Ficaria muitas horas a vê-lo
Sem me cansar
Até queimar meus olhos de perfeição
Até queimar meus lábios de assim beijá-lo!
E nem sentiria a brisa
Cheiro de porto
O rio que passa Douro
Gaia... o mar!
Que em face de tal formosura
Todas as demais se
Apequenam e
Calam.

Apenas eu e o meu Anjo.

Quando a beleza extrema nos arrebata é assim:
Transverberamo-nos.
Dói de bom
E não se pode fazer mais nada!

Existe o que vi?

Seja lá o quer for... (não sei dizer! mas quero...)
Quero o amor eterno desta obra!

Antonio Fabiano

__________________________

* O Anjo Mensageiro ou Gabriel louvado neste poema é obra da grande escultora portuguesa Irene Vilar (*1930 – +2008). Ele está no Cais de Sobreiras, junto à Foz do Douro, na cidade do Porto.

** Jacó é personagem da Bíblia. Ele lutou com Deus, sem o saber, o qual lhe apareceu disfarçado de Anjo. Jacó venceu o Anjo do Senhor, mas saiu ferido...

Antonio Fabiano é carmelita descalço e poeta brasileiro. 

3 comentários:

  1. Muito bonito o poema. Admirável é sensibilidade do poeta!

    ResponderExcluir
  2. Sabe-me dizer o porque de porem flores vermelhas na estatua?

    ResponderExcluir
  3. Olá, Joana! Não sei. Mas acredito que seja um modo de expressar amor...

    ResponderExcluir